Oral Health of Individuals with Mental Health Disorders

  • Tamara Latif Department of Oral Biology, School of Dental Medicine, University of Pittsburgh
  • Alexandre Rezende Vieira Department of Oral Biology, School of Dental Medicine, University of Pittsburgh

Resumo

Objetivo: Analisar o estado de saúde oral e dentária de uma população de pacientes com história de problemas de saúde mental. Conhecimento Prévio: Indivíduos com problemas de saúde mental só mais suscetíveis a doença oral relacionada a hygiene oral deficient, mudanças de comportamento, efeitos de medicações, e doenças sistêmicas. Saúde mental e oral afetam reciprocamente uma à outra. Problemas de saúde mental foram associados com falta de cuidado pessoal, boca seca, chance aumentada de uso de substâncias ilícitas, e risco aumentado de infecção oral. De forma semelhante, problemas de saúde oral afetam negativamente saúde mental. Halitose, cárie, perda de dentes, e problemas de fala podem agravar o estado de saúde mental relacionado com auto-estima e ansiedade. Métodos: The Dental Registry and DNA Repository (DRDR) da Faculdade de Medicina Dental da Universidade de Pittsburgh foi analisado na avaliação de pacientes com história de doença mental. Um total de 6.015 fichas de pacientes estava disponível no DRDR no momento dessa análise. Dessas, 1.068 eram fichas de pacientes com um problema mental. Prevalência de cárie, periodontite, atrição, edentulismo parcial e total, xerostomia, erosão, gengivite, disordem da articulação temporomandibular (TMD), e úlceras foram determinadas e comparadas com o resto do registro (N=4.947). Sexo e etnia foram também analisados. O teste to qui-quadrado com significância de 5% foi usado. Resultados: Dos 6.015 pacientes, 1.068 relataram história de problema de saúde mental. 59.2% reportou ter depressão, 16.7% ansiedade, 13.3% doença bipolar, 3.6% esquizofrenia, 2.3% transtorno de estresse póstraumático (PTSD), e 2.3% problemas de alimentação. Doença mental estava significativamente associada com edentulismo parcial e total, cárie, atrição, xerostomia, erosão, TMD, ulceração, e gengivite. Doença mental também for significativamente associada com o sexo feminino e etinia branca. Conclusões: Problemas mentais signifcativamente afetam a saúde oral. Pessoas com problemas de saúde mental parecem ter risco aumentado à cárie, atrição, erosão, edentulismo, xerostomia, inflamcação das gengivas, e TMD. Esses resultados poderão ajudar a direcionar medidas de prevenção e tratamento dessas pessoas. 

Publicado
2018-09-11
Como Citar
LATIF, Tamara; VIEIRA, Alexandre Rezende. Oral Health of Individuals with Mental Health Disorders. Revista Científica do CRO-RJ (Rio de Janeiro Dental Journal), [S.l.], v. 3, n. 2, p. 19-25, set. 2018. Disponível em: <http://revcientifica.cro-rj.org.br/index.php/revista/article/view/36>. Acesso em: 26 ago. 2019.
Seção
Artigos